Virada Esportiva terá mais 200 atividades pela cidade durante 72 horas

Para atender a todos os públicos, a Secretaria Municipal de Esportes programou modalidades como atletismo, badminton, basquete, capoeira, ciclismo, futebol de campo, futsal, futevôlei, ginástica rítmica, handebol, dança, slake line, tênis de campo, tênis de mesa, vôlei, danças, fitness, entre outras. As atividades esportivas vão transformar clubes, parques e ruas em centros esportivos. 

 

Como nos anos anteriores, o marco simbólico do evento deste ano é a Ultramaratona, que começará às 10h de sábado, dia 25, e termina às 10h domingo, dia 26, e reunirá centenas de atletas por 24 horas ininterruptas dentro do Parque Taquaral.

 

 

 

Para atingir a meta de atividades e garantir a participação do maior número de pessoas, a Secretaria de Esportes investiu em mecanismos de acessibilidade para atender os participantes da terceira idade, pessoas com mobilidade reduzida e as diferentes faixas etárias. 

 

O secretário de Esportes e Lazer, Dário Saadi, analisa pesquisa do Ministério da Saúde que mostra que 29% dos adultos de todas as capitais brasileiras não praticam nenhuma atividade física, 43% estão acima do peso e, desse total, 11% estão classificados como obesos. “Pela estatística parte da população brasileira caminha para o sedentarismo com a possibilidade de desenvolver problemas de peso excessivo e consequente comprometimento da qualidade de vida e da saúde”, afirma Dário.

 

“A Virada Esportiva é um importante evento e que contribui para deixar Campinas fora dessa estatística e garantir a qualidade de vida da população campineira. Termos uma programação de três dias de atividades esportivas extremamente diversificadas, promoveremos encontros com a saúde e atividades com o objetivo de estimular a prática esportiva como hábito da população campineira” acrescenta, Dário.

 

O coordenador de Esportes, Fernando Vanin, destaca que para estimular a saúde do povo e excitar as mais diversas práticas esportivas na cidade foi pensada uma proposta ousada, que vai além do objetivo imediato de promover acesso ao esporte e ao lazer para a sociedade campineira. 

 

O secretário também ressalta a importância das parceiros na realização do evento: clubes sociais de Campinas, praça de esportes e entidades do Fundo de Investimentos Esportivos de Campinas (Fiec). “Não há gasto público. Nós convidamos as entidades, os clubes, os times, grupos de corrida, todos os setores da sociedade civil organizada no esporte da cidade para a realização da Virada Esportiva 2018. Muitas vezes viabilizamos os espaços e alguma estrutura”, explicou.