Vida e obra de Hilda Hilst são revisitadas em exposição na Biblioteca Zink

A vida e a obra da escritora Hilda Hilst (1930-2004) – autora homenageada da 16ª Festa Literária de Paraty (Flip), que acontece de 25 a 29 de julho, são revisitadas em exposição na Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink”, até 03 de agosto. A mostra reúne os trabalhos dos artistas Carol Frandsen, Fabiano Carriero, Eder Mondanez, João Bosco, Marcel Bartholo e Maria Rita de Almeida.

 

 

Hilda Hilst foi uma ficcionista, cronista, dramaturga e poeta brasileira, considerada pela crítica especializada como uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século 20. Iniciou sua produção literária em São Paulo, com o livro de poemas Presságio (1950). Em 1965, ela se muda para Campinas e inicia a construção da Casa do Sol, para ser um porto seguro de sua criação. É na Casa do Sol que Hilda dedica-se exclusivamente ao trabalho literário, realizando ali mais de 80% de sua obra. Em 1967, ela estreia na dramaturgia e em 1970, na ficção, com Fluxo floema.

 

 

Dona de uma linguagem inovadora e abrangente, Hilda produziu mais de quarenta títulos entre poesia, teatro e ficção, e escreveu por quase 50 anos, recebendo importantes prêmios literários do Brasil. Criadora de textos em que Atemporalidade, Real e Imaginário se fundem, e os personagens mergulham no intenso questionamento dos significados, buscando compreensão e encontro do essencial, Hilda retrata sem cessar a frágil e surpreendente condição humana.

 

 

Muitos de seus livros tiveram as edições originais esgotadas. A partir dos anos 2000, a Globo Livros reeditou sua obra completa, e em 2016 os direitos de publicação passaram para a Companhia das Letras. Hilda já ganhou traduções em países como Itália, França, Portugal, Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Argentina.

 

 

O acervo pessoal deixado pela escritora se divide, hoje, entre a Sala de Memória Casa do Sol — onde há, inclusive, produções inéditas — e o Centro de Documentação Cultural Alexandre Eulálio da Universidade Estadual de Campinas (Cedae-Unicamp).

 

 

SERVIÇO

 

Exposição Hilda Hilst

Onde: Biblioteca Pública Municipal “Professor Erneto Manoel Zink” (Avenida Benjamin Constant, 1633 – Centro).

Quando: Até 3 de agosto 2018, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.