Secretários fazem visita técnica na região do Distrito do Campo Grande

O diretor comercial, administrativo e financeiro da Companhia da Habitação Popular de Campinas (Cohab-Campinas), Valter Greve, coordenou uma visita técnica à Região do Distrito do Campo Grande, na manhã desta quinta-feira, 2 de agosto.

 

 

 

A comitiva composta pelo secretário de Relações Institucionais, Wanderley de Almeida;secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella; assessor especial de diretoria da Cohab-Campinas, Edgar Diniz; técnicos das três secretarias e vários líderes da região, esteve no Parque Valença II e no Jardim Sulamérica.

 

 

 

No Parque Valença II, uma das principais reivindicações dos moradores é o levantamento das guias que contornam a praça localizada entre as ruas Maria Lúcia de Castro e Luiz Raphael Lot a fim de evitar que motoristas façam o retorno pelo meio da praça, colocando em risco a vida dos frequentadores.

 

 

 

No Jardim Sulamérica, a população aguarda há muito tempo pelo asfalto. De acordo com o secretário Ernesto Paulella algumas providências serão tomadas de imediato. “Dentro dos próximos 15 dias vamos voltar aqui e iniciar uma intervenção que já vai melhorar muito a vida dos moradores. Vamos colocar um composto à base de brita. Essa providência já vai minimizar bem a situação das ruas, principalmente onde passa o ônibus”, afirmou.

 

 

 

 

Para o secretário Wanderley de Almeida, outras providências futuras já estão sendo tomadas. “Vamos intensificar a luta no sentido de tentar algum tipo de financiamento ou aporte de alguma verba federal para a implantação do Plano Comunitário de Asfalto. Se conseguirmos esse recurso, o asfalto poderá sair mais rápido e bem mais em conta para os moradores. Também vou falar com o presidente da Emdec, Carlos Barreiro, no sentido de promover alguma intervenção na sinalização, principalmente na Rua Luiz Raphael Lot, aumentando a segurança dos pedestres”, disse.

 

 

 

O diretor da Cohab-Campinas, Valter Greve, ressaltou a importância das secretarias trabalharem unidas. “Dentro da nossa meta de acelerar o Processo de Regularização Fundiária em Campinas, temos percorrido diversos bairros e, quando solicitamos, temos sempre conseguido o apoio de todas as secretarias, Sanasa e CPFL. Nas nossas visitas, no Parque Valença II identificamos o problema dos motoristas que usam inadequadamente a praça e, aqui no Sulamérica, além da questão do asfalto, encontramos até duas fontes naturais que precisam de proteção. É assim que deve funcionar: todos os órgãos municipais trabalhando em conjunto para melhorar cada vez mais a vida da população”, completou.