Projeto Alimentação Saudável zera desperdício de merenda em escola

Na Escola Municipal de Educação Integral Padre Avelino Canazza, uma das unidades atendidas pelo Departamento de Alimentação Escolar da Ceasa Campinas, alimentação saudável e combate ao desperdício também são assuntos de criança. Os dois temas fazem parte do dia a dia dos alunos por meio do Projeto Alimentação Saudável, que em dois anos praticamente zerou o desperdício de merenda na unidade e deverá ser adotado como modelo para a implantação em outras escolas da rede de ensino.

 

Os jovens aprendem da forma que mais gostam: brincando. Na horta, os alunos se divertem aprendendo a plantar e a colher os alimentos, como abobrinha, couve, banana, salsinha, cebolinha e beterraba, entre outros. Já na hora do almoço, participam de uma espécie de gincana contra o desperdício, onde controlam o que comem. A regra é só pegar o que vai comer. Quem desperdiça menos, ganha pontos e até uma sessão de cinema com direito a pipoca.

 

Segundo a orientadora pedagógica da escola, Vilma Vieira da Silva Ferreira, a ideia surgiu em 2015, depois que a unidade de ensino passou a ser em período integral. “Observando como as crianças se alimentavam, a gente percebeu que muitas não comiam frutas, legumes e verduras. Além disso, elas também desperdiçavam muita comida. Nós pensamos, então, em fazer um projeto que pudesse mudar essa concepção dos alunos”, explica Vilma. “Ao mesmo tempo, dentro do projeto, pensamos em criar uma horta, com o objetivo de que eles (alunos) cuidassem da horta e colhessem os alimentos.”

 

Vilma conta que uma professora da escola deu a ideia de tabular as sobras de alimentos. Após o almoço, uma comissão de alunos pesa as sobras deixadas pelos colegas em caixas de coleta. Os dados são reunidos numa planilha pelos próprios estudantes – a atividade integra os estudos da matemática -, com a orientação dos professores. Depois, na sala de aula, mostram aos demais alunos os números do desperdício. A turma que menos desperdiça alimentos recebe como prêmio a sessão de cinema com pipoca.

 

“O objetivo é conscientizar que não precisa pôr no prato muito além do que você come. Com isso, a gente diminuiu de 3,8 kg a 4 kg de comida que se jogava fora, diariamente, para 100 gramas, 200 gramas e até zero grama”, afirma Vilma. “Fora essa questão do desperdício, a gente notou que hoje as crianças experimentam de tudo”, explica Vilma.

 

“O Projeto Alimentação Saudável também contou com filmes e palestras de conscientização às crianças dadas por nutricionistas da Ceasa e pelo nosso cozinheiro”, conta a diretora da escola, Fernanda Silveira Antonelli. “O projeto dá muito certo, mas todo mundo tem que vestir a camisa”, avalia.

 

A iniciativa não envolve apenas alunos e a direção, mas toda a escola, incluindo professores e os profissionais da cozinha. Formado em Gastronomia, André é quem prepara a comida para a criançada e sabe melhor do que ninguém a importância do consumo consciente. “Se você pensar, no mundo em geral, ainda há a necessidade do alimento. Tem muitos países em que as pessoas passam fome. E por que eu tenho que desperdiçar? Então, eu tenho que trabalhar para que aqui não falte. Essa conscientização veio para isso também”, diz André.

 

Com todo mundo abraçando a ideia, o projeto deu tão certo que agora vai servir de exemplo para que a iniciativa seja levada a outras escolas. “A gente tem intenção que o projeto consiga se expandir neste ano para outras escolas”, afirma Júlia Amorim, gerente do Departamento de Alimentação Escolar da Ceasa Campinas. “É um projeto importante para a formação do aluno, onde a gente consegue incentivar e mostrar para eles a importância de uma alimentação saudável e equilibrada”, conclui.

 

 

Alimentação Escolar

 

A Ceasa Campinas é responsável pela operacionalização do Programa Municipal de Alimentação Escolar da cidade, em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação. Na central de abastecimento funciona o departamento do programa, que elabora o cardápio, faz a supervisão nas escolas, a logística, a recepção, o controle de qualidade dos alimentos e a entrega da merenda nas escolas. O modelo da alimentação escolar em Campinas é uma referência nacional em termos de qualidade e conquistou o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar.

 

São cerca de 274 mil refeições servidas diariamente na rede pública de ensino de Campinas. O Programa atende a mais de 600 unidades escolares – escolas municipais e estaduais, salas de aulas de jovens e adultos e entidades assistenciais.

 

Veja videoreportagem da TV Ceasa: http://bit.ly/2Do4km4