Prefeitura nomeia cinco auditores para apurar contrato com a Vitale

A Prefeitura de Campinas nomeou uma comissão de cinco auditores para apurar a gestão do contrato da Vitale no período em que a Organização Social administrou o Hospital Ouro Verde, de maio de 2016 a 1º de dezembro de 2017. A portaria nº 89364/2018 com as nomeações foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira, 12 de janeiro.

 

 

 

Segundo o secretário municipal de Gestão e Controle, Thiago Milani, serão dois auditores da Pasta e três da Secretaria de Finanças. “Será uma comissão autônoma de auditoria. O objetivo é encontrar possíveis irregularidades relacionadas ao repasse e prestação de contas, além de buscar e apontar melhorias nos procedimentos e formas mais eficientes de gestão”, explica. O trabalho dos técnicos poderá ser ampliado de acordo com o que for encontrado durante as análises.

 

 

 

Milani ressalta que a conclusão do trabalho dos auditores está prevista para 180 dias, mas o prazo pode ser prorrogado. Todo o processo correrá em sigilo e o resultado será disponibilizado para a população. “Fatos relevantes serão divulgados durante o processo, antes do relatório final”, comenta. A Prefeitura tomará as medidas cabíveis de acordo com o que for apontado pelos auditores.

 

O contrato da Prefeitura de Campinas com a Vitale está disponível no portal da transparência.