Prefeitura entrega aparelhos auditivos a mais de 230 pessoas

 

Foram entregues aparelhos auditivos a mais de 230 pessoas, por meio do projeto “Ouça Bem”, pelo prefeito Jonas Donizette, na manhã desta segunda-feira, 25 de junho, na Faculdade Anhanguera. O vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira também participou do evento, além de deputados e vereadores.

 

 

 

 

“Estamos fazendo a doação de aparelhos auditivos. Todas estas pessoas que estão aqui passaram por triagem das Secretarias de Assistência Social e de Saúde. Há filhos que trouxeram mães, mães que trouxeram filhos. É uma cena muito emocionante. Percebemos a alegria no rosto das pessoas ao ouvir os sons”, disse o prefeito Jonas Donizette.

 

 

 

 

O programa “Ouça Bem” é desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos e da Secretaria de Saúde, em parceria com a Fundação Affonso ferreira (braço social do Instituto Penido Burnier) e com a Fundação Starkey, que doou os aparelhos.

 

 

 

 

“Esta ação é de um grande impacto na nossa população, principalmente a idosa. E essas parcerias, como da Prefeitura de Campinas e a Fundação Starkey, só reforçam que o caminho é a responsabilidade é de todos, essa interação é o caminho que a gente busca, que deixa as pessoas felizes e que pode trazer mais benefícios”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Eliane Jocelaine Pereira.

 

 

 

 

As pessoas contempladas pelo “Ouça Bem” são acompanhadas por serviços municipais ou conveniados com a Secretaria Municipal de Saúde, como a PUC-Campinas e a Associação dos pais e Amigos dos Surdos de Campinas (Apascamp).

 

 

 

 

Todos foram triados, em novembro, por profissionais da Secretaria de Saúde e do Instituto Penido Burnier. A partir daí, foram feitos os moldes dos aparelhos que, depois, foram produzidos pela Starkey e entregues pela Prefeitura.

 

 

 

 

“Estão sendo atendidos nossos usuários que tem déficit auditivo, de moderado a grave. Os pacientes passaram por uma triagem, fizeram exames, foram feitos os moldes dos aparelhos e agora vão sair daqui ouvindo“, disse a diretora de Saúde, Mônica Macedo Nunes.

 

 

 

 

São pessoas em vulnerabilidade social e que não têm condições de comprar um aparelho auditivo, que custa entre R$ 1,5 mil e R$ 7 mil reais, dependendo do que o paciente precisa. Depois de receber os equipamentos, os pacientes serão acompanhados pelo Hospital Ouro Verde e pela Apascamp.

 

 

 

 

Fila zerada para crianças

 

 

 

 

O “Ouça Bem” não atende crianças porque a fila de espera para elas está zerada. As crianças com deficiência auditiva têm prioridade no atendimento, para não comprometer o desenvolvimento e o aprendizado.

 

 

 

 

Mais qualidade de vida

 

 

 

 

O objetivo do “Ouça Bem” é trazer mais qualidade de vida a pessoas idosas, o que faz parte da missão de Campinas, município certificado pelo Estado como Amigo do Idoso. Este programa também é importante porque dá visibilidade para a deficiência auditiva. De acordo com dados do IBGE, do censo de 2010, existem, pelo menos, 48.300 pessoas com deficiência auditiva em Campinas.

 

 

 

 

A Fundação Starkey (Starkey Hearing Foundation) é uma instituição da empresa americana Starkey Hearing Technologies, uma das maiores fabricantes de aparelhos auditivos do mundo.