Mutirão de combate ao Aedes: mais de 600 imóveis visitados

Com o objetivo de mobilizar a população contra a propagação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, aconteceu nesse sábado, 27 de janeiro, o 3º Mutirão Regional de Combate ao Mosquito Aedes aegypti. A ação contou com a limpeza de áreas, busca ativa de criadouros e distribuição de folhetos educativos no Distrito do Ouro Verde. O mutirão foi resultado de uma parceria entre a EPTV (afiliada da Rede Globo) e a Prefeitura de Campinas, além de outras cidades na região.

 

Em Campinas, 100 voluntários do Transforma Campinas e 100 agentes de saúde atuaram nessa ação que resultou na visitação de 662 imóveis. De um total de mil residências abordadas, 33% estavam fechadas.

 

Para o secretário de Saúde, dr. Carmino de Souza, a intenção é que o ano de 2018 seja tranquilo em relação às arboviroses, assim como foi no ano passado. E para que isso aconteça, é fundamental a contribuição da população. “O melhor jeito de combater as arboviroses é não deixar o mosquito nascer; 80% dos mosquitos que nascem são em casas”, diz o secretário. Por isso, é necessário que o morador verifique uma vez por semana se em sua residência há potenciais criadouros do mosquito.

 

Durante o mutirão, além do trabalho de orientação para eliminar possíveis focos do mosquito, ainda foi realizada a retirada de entulhos, que também colabora para evitar a proliferação do Aedes na cidade.