Mais mil famílias recebem cartões NutrirCampinas para compra de alimentos

Mais mil cartões do Programa de Segurança Nutricional e Alimentar da Prefeitura de Campinas estão sendo entregues para famílias inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Na manhã desta quinta-feira, 19 de outubro, o prefeito Jonas Donizette participou da entrega de 250 cartões para novos beneficiários, em evento realizado na Estação Cultura.
A ação integrou a agenda da Semana de Alimentação, realizada entre os dias 16 e 20 de outubro. Outras 750 famílias serão contempladas com o cartão, batizado de NutrirCampinas e destinado a pessoas em situação de vulnerabilidade.
Na solenidade desta quinta, o prefeito falou do benefício: “estamos entregando, nesta semana, mais mil novos cartões do NutrirCampinas. Nós fizemos a substituição da cesta básica por esses cartões com o intuito de melhorar a qualidade da alimentação da família”. Dirigindo-se aos contemplados, Jonas lembrou que “com o cartão, vocês podem comprar o alimento a que estão acostumados, além de  movimentar o comércio local”.
Outro aspecto destacado pelo prefeito foi que, normalmente, o cartão sai no nome da mulher. “Geralmente as mulheres são boas administradoras da casa e dos recursos domésticos e com o cartão podem escolher os alimentos para colocar na mesa da família”, comentou. 
Para a secretária municipal de Assistência Social e Segurança Alimentar, Eliane Jocelaine Pereira, o NutrirCampinas é fundamental para as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social: “nós sabemos da importância da Educação, da Saúde, da Assistência Social, com os benefícios socioassistenciais e de transferência de renda”. Mas a secretária ressaltou: “no entanto, a questão da alimentação também precisa ser observada. E é com o olhar sobre a integralidade das famílias que Campinas tem caminhado, desde 2013, na estruturação de um programa composto por diferentes políticas públicas que permitam a segurança alimentar e nutricional e o estímulo para que se alimentem de forma mais saudável”.
De acordo com a secretária, o cartão NutrirCampinas representa segurança alimentar com ações que garantem, além do alimento, orientações para uma alimentação saudável. “O Departamento de Segurança Alimentar realiza, a cada período de entrega dos cartões, tanto para as novas famílias quanto para as que já estão incluídas no programa, oficinas onde recebem orientações para utilizar o cartão da melhor forma possível, com a indicação de quais alimentos comprar para obter uma alimentação mais saudável. Nessas oficinas,  nutricionistas das universidades, que são parceiras do município, explicam quais os alimentos mais adequados para compor um cardápio saudável no dia a dia de cada família”, completou Eliane Jocelaine.
Programa “NutrirCampinas”
O NutrirCampinas é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Assistência Social e Segurança Alimentar (SMASA), com o objetivo garantir às famílias em situação de vulnerabilidade nutricional, com renda per capita de até 93 reais mensais, um cartão magnético, do tipo vale-alimentação, para a compra de alimentos de primeira necessidade.
O cartão tem o valor de R$ 86,57 (26 UFICs), com validade de um ano. É recarregado sempre no primeiro dia útil do mês e deve ser usado na rede de mais de 500 estabelecimentos conveniados para compra de produtos alimentícios.
Os beneficiários são selecionados a partir do CadÚnico e constituem-se, prioritariamente, de famílias em situação de extrema pobreza. Um sistema informatizado classifica os grupos mais vulneráveis – famílias com crianças de zero a quatro anos, com pessoas idosas acima de 60 anos e com deficientes impedidos de trabalhar. A partir dessa listagem, o departamento de Segurança Alimentar faz um trabalho ativo para entrar em contato com a família e incluí-la no programa.
Atualmente, o NutrirCampinas atende 5.350 famílias. Esse número inclui 400 cartões para situações emergenciais que podem ser utilizados por até três meses, por pessoas indicadas por meio dos serviços de assistência social da Prefeitura. O investimento anual gira em torno de R$ 5,9 milhões.
Sobre a Semana de Alimentação
As atividades da Semana de Alimentação seguem a temática proposta pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) – “Mude o Futuro da Migração. Investir na Segurança Alimentar e no Desenvolvimento Rural”. O tema trouxe para o debate as questões de migração no município, agricultura familiar e hortas comunitárias no perímetro urbano.
A Semana é realizada pela Rede de Segurança Alimentar e Nutricional (Rede SAN) de Campinas, composta pelo Departamento de Segurança Alimentar da Prefeitura, SESC, PUC, Unip, Devry Metrocamp, Nepa (Núcleo de Estudos e Pesquisa em Alimentação) da Unicamp, Ceasa, Alimentação Escolar, Banco de Alimentos Campinas. O principal objetivo da rede é orientar e convergir ações de educação alimentar e nutricional.