Frota do transporte coletivo de Campinas irá operar com 50%

A circulação da frota do serviço de transporte público coletivo de Campinas será de cerca de 50%. A nova medida emergencial é necessária para garantir o atendimento ao usuário até o próximo sábado, 26 de maio. “Esse é mais um esforço para garantir que não haja desassistência à nossa população. Esperamos que a situação do desabastecimento de combustível seja resolvida até amanhã (sexta-feira, 25 de maio), para que possamos retomar a nossa operação normal na segunda-feira (28 de maio)”, afirma o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.

 

 

 

Com a redução da circulação de metade dos ônibus nos horários de pico, o serviço fica assegurado até sábado. A nova medida será aplicada nesta quinta-feira, na sexta e no sábado, dias 24, 25 e 26 de maio, respectivamente. Desde quarta-feira, 23 de maio, a Emdec vem tomando medidas operacionais emergenciais para minimizar os impactos da falta de diesel nos ônibus, em virtude do avanço da greve nacional dos caminhoneiros. Inicialmente, a circulação da frota, nos horários de pico, foi reduzida em 40%. Até o momento, não ocorreram incidentes com a nova operação.

 

 

 

Os usuários do transporte podem acompanhar os horários dos ônibus, em tempo real, pelo aplicativo “Busão na Hora”, disponível para smartphones e, também, com acesso pelo site da Emdec, no endereço eletrônico www.emdec.com.br, em “Busão na Hora”, no canto direito, no alto da página.

 

 

 

“São ações emergenciais, frente a um problema nacional. Conforme o tempo vai passando, sem a resolução do impasse, a situação fica mais crítica”, diz Barreiro.

 

 

 

A Emdec intensificou a presença dos agentes da Mobilidade Urbana nos principais terminais urbanos da cidade, realizando o trabalho de orientação à população. A operação nos terminais Central, Mercado, Barão Geraldo, Ouro Verde e Campo Grande ainda conta com o apoio da Guarda Municipal (GM) e da Polícia Militar (PM).

 

 

 

Atualmente, a frota operacional do transporte público é de 1.070 veículos. Somada a frota reserva totaliza 1,2 mil ônibus. São 205 linhas e quase 22 mil viagens por dia. O sistema tem uma média mensal de 14 milhões de passageiros.