Filhos de servidores visitam Paço Municipal e conhecem o vice-prefeito

Na Semana do Brincar – A paz em língua de brincar, a quarta-feira, dia 23 de maio, começou diferente para um grupo de filhos de servidores municipais. De manhã e à tarde, um total de 50 crianças, entre 4 a 13 anos, participaram das atividades que marcam a data.

 

 

O dia começou com uma brincadeira de roda entre pais e filhos, na frente da Biblioteca Municipal. Depois, grupos de 3 a 4 crianças elaboraram cartazes com desenhos expressando o que eles desejam para a cidade. Em seguida, a molecada subiu para o 4º andar, na sala Azul, onde apresentaram e entregaram os cartazes para o vice-prefeito, Henrique Magalhães Teixeira.
 

Por meio de desenhos, as crianças mostraram o que fariam pela cidade. As sugestões foram cheias de criatividade e tecnologia. Um dos desenhos sugeria que a Prefeitura usasse robôs para os serviços essenciais da cidade, como atendimento médico, plantio de árvores e operação tapa-buracos. Outro grupo pediu, por meio da sua arte, uma cidade cada vez melhor, com mais escolas, hospitais, muitas árvores, menos violência e casas para a população sem condições de adquirir uma moradia. E teve ainda aqueles que sugeriram uma Disneylândia em Campinas e um parque de diversões todo feito de chocolate.
 

“A criançada é muito criativa e tem uma imaginação que vai além da dos adultos, e nos faz quebrar a armadura que montamos quando adultos”, destacou Henrique. “Os sorrisos dessas crianças nos faz ter mais motivação para trabalhar cada vez mais e melhor”, acrescentou.
 

“As propostas tecnológicas têm a ver com o lema do nosso governo – A Força da Inovação”, completou Henrique. O vice-prefeito também destacou o trabalho em grupo feito pelas crianças, em que cada uma deu uma ideia, da mesma forma como são realizados os projetos da Prefeitura, a exemplo do encontro das crianças e seus pais no local de trabalho, organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH) em conjunto com as outras secretarias.

 

 

Henrique também ressaltou que é muito importante que todos, desde crianças, tenham esse relacionamento com os assuntos do município. “Todos nós temos responsabilidade com a cidade e precisamos cuidar muito bem dela”.
 

Propostas
 

Um parque feito todinho de doces foi a sugestão do menino Guilherme Machado, de 10 anos, filho de Regina Machado, servidora da  Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH). O cartaz de Guilherme teve como co-autora Manuela Fernandes Barros, de 5 anos, filha de Fernanda Ribeiro, funcionária da mesma secretaria. “Só queremos doces de graça”, disse a dupla. As crianças estavam ansiosas para conhecer o vice-prefeito e se alegraram muito quando Henrique apareceu e começou a conversar com o grupo.

 

No período da tarde, as propostas das crianças também versaram sobre a área da saúde, a infraestrutura da cidade e a habitação. Giovana Foga, de 8 anos, filha de Camila Trajano, do Gabinete do Prefeito, falou que se fosse prefeita “faria com que todos pudessem ter uma casa mobiliada e muitos alimentos, porque é muito ruim ficar na rua com o frio”.

 

 

Já Diogo Damásio, filho de Jacqueline Damásio, da SMASDH, melhoraria as escolas para “tirar as crianças das ruas e afastá-las de problemas como o tráfico de drogas”. E para o grupo de Rafael Fernandes, filho de Kathia Fernandes, da Secretaria de Finanças, uma das prioridades seria a limpeza das ruas porque “lixo no lixo é sinal de capricho”. Já a filha da servidora Isabel Cristina da Silva, da SMASDH, Sarah, se preocupou com a área da saúde: “Construiria mais hospitais para que os doentes sejam curados mais rapidamente”.
 

Também partiparam do encontro as secretárias de Assistência Social, Pessoa com Deficiência E Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira; de Educação, Solange Pelicer, e de Recursos Humanos, Elizabeth Filipini. “As crianças puderam conhecer o local de trabalho dos pais e constatar o quão importante é a atuação de seus pais como servidores públicos em prol da cidade. Esse evento trouxe uma oportunidade para que as crianças se expressassem de forma lúdica. Elas percebem quais são os problemas da cidade e mostram caminhos para solucioná-los”, ressaltou Eliane Jocelaine.
 

Semana do Brincar

 

A atividade foi realizada dentro da “Semana Municipal do Brincar – A paz em língua de brincar”. A programação vai até o dia 28 de maio, tendo como objetivo refletir e debater as brincadeiras como ferramenta de educação para a paz e sua importância no desenvolvimento da primeira infância.
 

As ações são gratuitas e abrangem jogos de tabuleiros e jogos ao ar livre; brincadeiras tradicionais; exposições; feira de troca de brinquedos; oficinas de construção de brinquedos. As atividades são realizadas pela Prefeitura e organizações que atuam na proteção à infância e construção da paz.
 

A programação completa pode ser consultada no link: http://campinas.sp.gov.br/pelapaz/semana-do-brincar.php.