Em cerimônia na Estação Cultura, novas famílias recebem Cartão Nutrir

Em cerimônia realizada nesta sexta-feira, 13 de julho, na Estação Cultura, o prefeito em exercício de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, entregou mais um lote do Cartão Nutrir para 200 famílias, beneficiando quase mil pessoas. Esta é a 5ª entrega do ano dos cartões para novas famílias, que passam a integrar o Programa de Segurança Alimentar do município. A previsão é que até dezembro deste ano, 4.950 novas famílias acessarão o programa, beneficiando quase 20 mil pessoas. Ainda nesta sexta-feira, outras 100 famílias também receberam os cartões e ingressaram no programa Nutrir Campinas.

O prefeito em exercício entregou, simbolicamente, o cartão para três mães que estavam lá para receber pela primeira vez o seu benefício. Os beneficiados também receberam orientação de como melhor usar o seu cartão alimentação e noções de nutrição e comida saudável.

“Hoje é um dia muito importante para vocês. Toda essa conversa sobre a alimentação saudável vai reverter em economia. Economia para a saúde, porque uma boa alimentação não deixa ninguém doente”, reforçou Henrique. “Este programa é uma missão de políticas públicas para quem vive em situação de insegurança alimentar”, completou o prefeito em exercício. 

Henrique ainda destacou o papel das mulheres na administração do Cartão Nutrir. “As mulheres tem o cuidado natural de mãe e, por isso, já sabem usar o cartão de forma responsável, da melhor maneira para dar uma alimentação saudável para os seus filhos”, disse o prefeito em exercício que enriqueceu o papel das mães na condução das suas famílias. “Fico orgulhoso de ter um programa como este na nossa cidade”.

A secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Cidadania, Eliane Jocelaine Pereira, ressaltou a importância do cartão como instrumento de cidadania. “O cartão e o Programa Nutrir são uma preocupação da Prefeitura para dar dignidade para as pessoas que mal tem o que comer”, disse ela. 

 

O cartão

O Nutrir Campinas é um cartão magnético, do tipo vale-alimentação, no valor de R$ 88,15 para a compra de alimentos de primeira necessidade. Em 99% dos casos o cartão é entregue no nome da mãe, para que a mulher faça a administração desse recurso que deve ser usado na rede de supermercados conveniados para compra de alimentos.

O cartão é recarregado no primeiro dia útil do mês e tem validade de um ano. No começo, as pessoas recebiam uma cesta de alimentos. Mas desde junho de 2016 foi implantado o cartão, que dá mais liberdade para que a pessoa compre o produto que ela mais precisa naquele momento.

As famílias contempladas com o benefício são selecionadas pelo Sistema de Governança

A prioridade é para famílias com crianças de zero a quatro anos, que tenham pessoas com deficiência ou idosos no grupo familiar. A participação da família no Programa Nutrir é de aproximadamente um ano. Mas, se ao ser desligado, o usuário ainda estiver dentro dos critérios ele volta para a fila e pode ser contemplado novamente, mas sem um prazo para reinserção.

 

O programa

O Nutrir Campinas atende, atualmente, a 5.350 famílias, o que representa cerca de 25 mil pessoas. A Prefeitura investe em torno de R$ 6 milhões por ano nesse programa.

O programa é desenvolvido pelo Departamento de Segurança Alimentar da Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.