DPBEA inicia castração de animais da população em situação de rua

Dentro das ações de curto prazo, previstas no Plano Intersetorial de Atenção à População em Situação de Rua, o Departamento de Bem Estar Animal (DPBEA) conseguiu castrar dois animais que pertencem a moradores de rua. A ação ocorreu na última segunda-feira, dia 23 de julho. Os dois primeiros cachorros castrados, Pistolinha e July, se recuperam bem e serão acompanhados até a próxima semana, quando ocorre a retirada dos pontos da cirurgia.

 

Esse trabalho está inserido num contexto maior que inclui a aproximação e o convencimento desse público sobre a importância de manter seus animais vacinados, vermifugados, microchipados e também castrados. 

 

“Começamos essa ação no mês de junho, em parceria com a equipe do Consultório na Rua. Primeiro nos aproximamos e fizemos a vacinação, vermifugação e microchipagem dos animais. Aproveitamos a ocasião para falar da necessidade de castrá-los. Praticamente um mês depois, conseguimos convencer dois moradores de rua. O Robson, que solicitou a castração do Pistolinha, e o casal Fernando e Renata, que pediu a cirurgia para a July. É uma vitória”, contou entusiasmada a responsável pela ação, Lara Sofia Frigeri.

 

Os animais castrados permanecem em recuperação no DPBEA, sob  acompanhamento dos veterinários, até a retirada dos pontos da cirurgia. Eles serão devolvidos aos seus donos na próxima terça-feira, dia 31.

 

Novas Ações 

A partir da próxima segunda-feira, dia 30 de julho, uma equipe do DPBEA fará atendimento contínuo dos animais das pessoas que vivem em situação de rua. A ação ocorre em parceria com o Consultório na Rua. Às segundas, estarão na Praça Rui Barbosa, atrás da Catedral e às sextas, em frente ao Samim – Albergue Municipal. 

As ações intersetoriais entre diferentes políticas públicas, gradativamente, estão se tornando rotina para o atendimento integral da população em situação de rua. Além dos cuidados com os animais, o caminhão do cata-treco da Secretaria de Serviços Públicos, acompanhado por uma viatura da Guarda Municipal (GM), diariamente, faz a coleta de materiais móveis deixados pelas pessoas nas ruas centrais da cidade. 

 

As áreas de Saúde e Assistência Social também têm buscado realizar ações conjuntas para qualificar ainda mais o atendimento das pessoas em situação de rua, principalmente em relação aos encaminhamentos aos serviços de saúde.

 

O Plano Intersetorial de Atenção à População em Situação de Rua, apresentado no último mês de maio, prevê ações de curto, médio e longo prazos. A proposta é integrar as políticas públicas de diferentes áreas para qualificar o trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Campinas no atendimento a esse público.