“Dia D” de vacinação contra a febre amarela será neste sábado, dia 28

Os 64 Centros de Saúde de Campinas estarão abertos neste sábado, dia 28 de outubro, para o “Dia D” de vacinação contra a febre amarela. A ação, promovida pela Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, será das 8h às 17h.

 

A vacina, em dose única, está recomendada para todos os moradores da cidade, a partir dos nove meses de idade. Quem já recebeu a dose em algum momento, não precisa se vacinar novamente. Casos específicos serão analisados pelos Centros de Saúde. É importante levar a carteira de vacinação. Quem não tiver, vai receber uma no dia.

 

A medida foi tomada depois que foram confirmados dois casos de macacos sagui infectados pelo vírus da febre amarela. O primeiro aconteceu no Jardim das Paineiras, região Leste de Campinas. O animal foi encontrado em agosto e a doença confirmada em 14 de outubro. O segundo foi encontrado no Parque Jambeiro, região Sul, em setembro. A confirmação para febre amarela aconteceu em 17 de outubro.

 

A diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Andrea von Zuben, ressalta a importância da vacinação. “É muito importante que o campineiro se vacine. A febre amarela é uma doença que tem prevenção por meio da vacina. Por isso, quem não tem a dose deve procurar os centros de saúde”, afirma.

 

Desde janeiro deste ano, cerca de 300 mil pessoas foram vacinadas contra a febre amarela em Campinas.

 

A relação com os Centros de Saúde da cidade está disponível no endereço http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/ .

 

Medidas

 

Desde a confirmação dos casos, várias ações foram desencadeadas na cidade. Além da ampliação do horário de oferta de vacinas contra a febre amarela nos Centros de Saúde das regiões onde os macacos foram encontrados, foram realizadas nebulizações, bloqueio e controle de criadouros e monitoramento entomológico para identificar a espécie do mosquito transmissor da doença.

 

Também foram realizadas orientações para moradores dos bairros envolvidos e vacinação em espaços com grande concentração de pessoas, como clubes, escolas e instituições religiosas.

 

A vacina contra a febre amarela está disponível o ano todo em todos os centros de saúde da cidade, de acordo com a programação de cada unidade.

 

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 156.

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A FEBRE AMARELA

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Campinas informa que, conforme resultado dos exames realizados pelo Instituto Adolfo Lutz até o momento, houve a confirmação de macacos bugios e saguis com febre amarela em Campinas, nas seguintes áreas: Sousas, Joaquim Egídio, Jardim das Paineiras e Parque Jambeiro.

 

– O que isto significa?

Significa a ocorrência do ciclo silvestre da febre amarela em Campinas.

 

– O que é a febre amarela silvestre?

A febre amarela silvestre é uma doença aguda causada por um vírus transmitido por um mosquito chamado Haemagogus. Este mosquito habita as matas, inclusive fragmentos de mata em área urbana e voa durante o dia. Ele pica preferencialmente macacos transmitindo a doença entre estes animais, mas pode eventualmente picar o ser humano.

 

– E a febre amarela urbana?

A febre amarela urbana é a mesma doença, causada pelo mesmo vírus, porém transmitida entre seres humanos por mosquitos urbanos (Aedes aegypti). A febre amarela urbana não ocorre no Brasil desde 1942.

 

– Existe a chance do ciclo silvestre se tornar urbano?

Sim. Porém, a capacidade de transmissão do vírus da febre amarela pelo Aedes aegypti é menor do que pelos mosquitos silvestres.

 

– Como uma pessoa adquire febre amarela?

No ciclo silvestre, a transmissão ocorre entre macacos e mosquitos silvestres. O homem só se expõe ao vírus quando picado pelo mosquito contaminado sem estar previamente vacinado.

 

– Macacos oferecem risco?

Os macacos não transmitem a doença ao ser humano. O monitoramento dos macacos doentes permite identificar áreas com a circulação do vírus. Cabe ainda ressaltar que maus tratos à fauna silvestre constituem crimes ambientais, sujeitos a penalidades, conforme Lei 9.605/1998.

 

– O que fazer se encontrar macaco morto?

Caso um macaco morto seja localizado, o Centro de Saúde deve ser informado imediatamente para que o cadáver do animal seja recolhido e encaminhado para exames.

 

– Quais são as providências que estão sendo tomadas pela SMS?

A vacinação está sendo intensificada no município. Dia 28/10/2017 todos os Centros de Saúde de Campinas estarão abertos das 8h às 17h para vacinar toda a população contra a febre amarela.

 

– Quem deve tomar a vacina?

Adultos de qualquer idade e crianças acima de 9 meses não vacinados previamente.

 

– Para quem a vacina é contraindicada?

Gestantes, mulheres que estejam amamentando crianças com até 6 meses, pessoas com imunossupressão relacionadas às seguintes doenças: câncer, HIV, lúpus, artrite reumatoide; ou a uso de medicamentos (estas pessoas devem consultar seu médico para avaliar indicação da vacina).

 

– E as pessoas com mais de 60 anos?

Se não estiverem usando drogas imunossupressoras e/ou corticoides em doses elevadas e estiverem clinicamente bem, devem ser vacinadas.

 

– Uma dose de vacina é suficiente?

Sim. Acima dos 9 meses de idade, a pessoa que toma a vacina fica protegida por toda a vida, não necessitando ser revacinada.

 

– Quanto tempo a vacina demora a fazer efeito?

A proteção se dá após 10 dias da aplicação da vacina e permanece por toda a vida.

 

– O que fazer em caso de algum sintoma após a vacinação?

Caso apresente algum sintoma após ter tomado a vacina, a pessoa deve procurar o Centro de Saúde portando a carteira de vacinação para uma avaliação pela equipe de saúde.

 

– Há casos humanos em Campinas?

Sim. Em 19 de abril de 2017, foi confirmado um caso de febre amarela no município, morador da área rural de Sousas, que contraiu a doença no próprio local de residência.

 

– Qual a melhor forma de se proteger contra a febre amarela?

A melhor forma de se proteger é estar vacinado contra a doença.

 

– As pessoas que vão viajar para locais de risco também precisam estar vacinadas?

Sim. Estas pessoas devem procurar o Centro de Saúde mais próximo a sua residência para tomar a vacina. Para alguns destinos internacionais é necessária a emissão do Certificado Internacional de Vacinação. Para mais informações consulte o site: http://www.campinas.sp.gov.br/febreamarela .