Delegação de Gifu participa de cerimônia do Sino da Paz em Campinas

O Sino da Paz Celestial ecoou em Campinas na tarde desta quinta-feira, 26 de julho, em cerimônia que reuniu o prefeito da cidade, Jonas Donizette, e o prefeito de Gifu, Masanao Shibahashi, demais autoridades e descendentes japoneses. Gifu é cidade irmã de Campinas há 36 anos e o toque do sino simboliza a importância da paz entre os povos.

 

O badalar do sino lembra a busca da paz pelos cidadãos da cidade de Gifu, que foi bombardeada no final da 2ª Guerra Mundial, em 9 de julho de 1945. Todos os anos ele é tocado no espaço externo do Paço Municipal. Além de Campinas, o sino toca em outras 300 cidades pelo mundo. Este foi o 27º ano consecutivo da cerimônia.

 

“O poeta diz que o som da bomba é terrível, mas o som da paz é silencioso e dura por uma eternidade. Que o badalar do sino possa fazer com que o som da paz ecoe sobre na nossa família, nos relacionamentos e na cidade”, disse o prefeito Jonas Donizette.

 

O prefeito também lembrou os 110 anos da imigração japonesa no Brasil e a importância dos japoneses e descendentes no desenvolvimento do país e das cidades. “Campinas e o Brasil devem muito ao povo japonês, que tem uma característica admirável: ele cuida e tem amor pelo lugar onde ele vive. Por isso, muitas coisas boas que construímos na nossa cidade, certamente o povo japonês ajudou”, afirmou.

 

Jonas Donizette e Masanao Shibahashi também assinaram, durante o evento, um Memorando de Entendimento que prevê a troca mútua de informações entre os dois municípios em áreas como transporte, urbanismo, esporte e a paz mundial. Antes da cerimônia, a delegação japonesa esteve também com o prefeito de Campinas para uma reunião técnica na qual foram apresentados projetos de desenvolvimento, como o do BRT.

 

“Pela primeira vez estamos recebendo a visita de uma delegação de Gifu com a presença do prefeito. Além disso, essa cerimônia tem um significado muito profundo pelo laço de irmandade entre Campinas e Gifu e que busca semear a paz tão necessária ao mundo de hoje”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, André von Zuben.

 

A celebração do Sino da Paz Celestial é realizada pela Prefeitura por meio da Diretoria de Cooperação Internacional da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo em conjunto com o Instituto Cultural Nipo Brasileiro de Campinas.

 

Campinas tornou-se cidade irmã de Gifu em 1982. Conforme a lei municipal 5.209 de 14 de janeiro de 1982, as duas cidades firmaram o compromisso de “entre si, manterem maior aproximação no âmbito das relações culturais, esportivas e econômicas, aumentando assim, os laços de amizade e voltadas ao ideal maior de se fazerem ainda mais úteis à realidade internacional, compreensão, em busca de maior felicidade e progresso para as respectivas comunidades, emprestando sua decidida colaboração para a paz mundial”.

O sino de Campinas foi um presente oferecido pelo Monge Yasugiro (Anjo) Nakabayashi e tocado pela primeira vez em 1990. Em 2004, o sino e a cerimônia foram transferidos para o Paço Municipal.

 

Na cerimônia, os prefeitos assistiram apresentação do grupo de dança Mitsuba e de tambores Taiko.