Ciclo de palestras inicia celebração dos 16 anos do Ceamo

O Centro de Referência e Apoio à Mulher (Ceamo) realizou nesta segunda-feira, dia 24 de setembro, o primeiro evento em comemoração dos 16 anos do serviço. O ciclo de palestras e roda de conversa sobre o “Sistema Jurídico para mulheres em situação de violência doméstica em Campinas” reuniu cerca de 30 pessoas, entre elas profissionais da área de assistência social, direito e segurança. O evento teve início com a apresentação da banda da Polícia Militar.

 

 

A secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, participou da abertura junto com a coordenadora do Serviço e da Coordenadoria da Mulher, Elza Frattini Montali. Em sua fala, Eliane ressaltou a importância do Ceamo para a promoção da cultura de paz e sua ação essencial para romper o ciclo de violência doméstica contra mulheres. “A história do Ceamo nos mostra o quanto a escuta qualificada e um espaço adequado, sem julgamento e preconceito, para acolher as mulheres em situação de risco e violência gera bons resultados. Temos belas histórias de emancipação e quebra do ciclo da violência para mulheres que por muitos anos tiveram seus sentimentos, desejos ou vontades reprimidos”. 

 

 

 

Elza Frattini Montali, por sua vez, relembrou a importância para as mulheres. Segundo ela, a criação do serviço foi uma reivindicação de movimentos de mulheres. “Comemorar mais um ano de atividades no Ceamo significa compartilhar uma história que dá certo. Atualmente, tem muita gente falando da importância de serviços que atendem mulheres que sofrem violência e os mais de 28 mil atendimentos do Ceamo nestes 16 anos reforçam que as mulheres, mesmo com medo, tomaram coragem e deram o primeiro passo em busca de uma nova vida. Essa história dá certo”. As atividades também são importantes para divulgar os serviços do Ceamo junto à rede de apoio à mulher no município. 

 

 

 

 

O órgão, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, já realizou 28 mil atendimentos desde sua fundação. Como cada mulher pode passar várias vezes pelo serviço, para auxílio e acompanhamento, o total de atendidas passa de 10.600. O trabalho do Centro inclui orientação jurídica, atendimento social, psicológico, além de encontros em grupo.

 

 

 

O evento contou ainda com as palestras da promotora Maria Paula Machado, da Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher que abordou o trabalho do órgão; da delegada Lícia Couto, da 1ª Delegacia da Mulher de Campinas que ressaltou a importância da criação da delegacia com a construção de outra unidade em Campinas; e de Maria Helena Jóia, da  2ª Delegacia da Defesa da Mulher contou sobre o trabalho da Delegacia com autores de agressão. 

 

 

 

A advogada Thaís Cremasco, do projeto Mulheres pela Justiça, abordou o problema do machismo institucional e a luta do projeto para enfrentar essa questão. Depois das palestras, foi realizada uma sessão de perguntas e roda de conversa entre os participantes.

 

 

 

Já nesta terça-feira, dia 25, está sendo realizada uma festa para mulheres atendidas pelo Ceamo e pelo Abrigo Sara M, além de seus filhos. 

 

 

A programação especial se encerra nesta quarta-feira, dia 26 de setembro, com uma roda de conversa, das 13h às 17h. O evento reunirá participantes da rede de serviços que atende mulheres em situação de violência em Campinas, como a ONG SOS Ação Mulher e Família, Casa Abrigo SARA M, Programa Guarda Amiga da Mulher da Guarda Municipal de Campinas, Caism Unicamp, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, além de representantes de movimentos da sociedade civil organizada. O evento tem como objetivo a troca de conhecimentos e experiências entre os participantes. Não é preciso fazer inscrição.

 

 

Durante os eventos, haverá arrecadação de doações de produtos de higiene, em especial escova/pente de cabelo, aparelho de barbear, escova de dente, sabonete, shampoo, condicionador, entre outros. Os itens serão destinados a mulheres em situação de violência que utilizam os serviços da rede de proteção à mulher.

  

 

Com profissionais das áreas de Psicologia, Serviço Social e Direito, o Ceamo proporciona atendimento humanizado a mulheres em situação de violência de gênero no âmbito doméstico, com o intuito de romper o ciclo de violência. Sua missão é contribuir para a defesa dos direitos humanos das mulheres e a construção da igualdade nas relações de gênero, respeitando as diversidades, na perspectiva de uma cultura de paz.

  

 

Localizado na Avenida Francisco Glicério, 1.269, 6º andar, no centro de Campinas, o Ceamo funciona das 9 às 17h, de segunda a sexta-feira. A unidade pode ser contatada pelos telefones  (19) 3236-3619 / 0800 777 1050, além do e-mail ceamo@campinas.sp.gov.br.

 

 

 

Programação de Aniversário do Ceamo

Roda de Conversa em comemoração aos 16 anos do Ceamo

Data: 26 de setembro, das 13h às 17h.

Local: Auditório do Sindicato dos Comerciários – Rua Ferreira Penteado, 865, Centro

Não é necessário fazer inscrição