Ceasa Campinas registra aumento de 50% na procura por pitaia

Você já ouviu falar em pitaia? Essa fruta exótica pode ser encontrada cada vez mais na mesa da família brasileira e, na Ceasa Campinas, teve um aumento de 50% na comercialização no último ano. Em 2016, foram vendidas cerca de 30 toneladas do produto, contra 45 toneladas no ano passado. Ao contrário da demanda, o preço da pitaia diminuiu 6% na relação 2016/2017, sendo vendida, na média, a R$ 8,11/kg em 2016 e a R$ 7,55/kg no ano passado. No total, 15 comerciantes (permissionários) vendem a fruta no entreposto.

 

Também conhecida como fruta-dragão ou ovo de dragão, por sua aparência rústica, a pitaia é uma frutífera perene, trepadeira, com caule de onde se originam várias raízes que ajudam na absorção de nutrientes e fixação da planta em um tutor (suporte). A planta que produz a pitaia é uma cactácea originária da América Tropical e Subtropical.

 

A fruta tem sabor adocicado e suave, que lembra o do kiwi, e é rica em vitaminas e fibras, com polpa firme com excelentes qualidades digestivas e de baixo teor calórico, além de muitas sementes com ação laxante. Possui três variedades de cor: branca, vermelha e amarela. As pitaias de casca vermelha têm maior quantidade de vitamina C e fósforo, enquanto as amarelas têm maior quantidade de cálcio.

 

A pitaia é uma excelente alternativa para a diversificação da propriedade rural e aumento de renda do produtor. Pode ser cultivada de 30 até 700 metros acima do nível do mar, desde que as temperaturas sejam em média de 14 a 32 °C, e se adapta também a climas mais secos. Apesar do custo elevado na implantação do pomar, o retorno ao produtor pode ser muito bom, pois a pitaia atinge preços elevados no mercado.

 

Emerson Roberto da Silva, vendedor da Frutícola Aurora – um dos permissionários da Ceasa -, confirma que a pitaia é uma das frutas mais rentáveis para o produtor brasileiro. “Apesar de não ser produzida em grande escala e por ser uma fruta temporária, a pitaia é uma das frutas mais rentáveis do Brasil e com bastante aceitação no mercado. Quando chega, logo é vendida”, disse.

 

A família Benassi, outro comerciante da Ceasa Campinas, possui 600 pés de pitaia na fazenda localizada em Itupeva (SP). A plantação gera cerca de 60 mil frutos por ano. Boa parte da produção é comercializada na loja da empresa, no Mercado de Hortifrútis da Ceasa. “Essa fruta está tendo uma grande aceitação pelos consumidores que visitam nosso box. Por isso, estamos ampliando a produção”, explicou o empresário João Benassi.

 

 

 

Consumo e saúde

 

A pitaia pode ser consumida tanto em sua forma natural (polpa) quanto como suco, com a possibilidade de acrescentar diversos outros ingredientes, como água de coco, hortelã e gengibre. Além disso, ela propicia vários benefícios para a saúde. A pitaia ajuda no processo digestivo e pode favorecer o emagrecimento saudável. Também fortalece o sistema imunológico, previne o diabetes e combate a anemia.

 

 

 

Onde comprar na Ceasa Campinas:

 

DEMARCHI (GP2)

 

CAMP FRUT (GP1)

 

CACHIOLO (ML1)

 

PAULO DALBEN (ML1)

 

SCABELLO (ML4)

 

HORTIFRUT FAVARO (ML4)

 

BELLA VISTA (GP4)

 

BENASSI (GP2)

 

AURORA (GP2)

 

KING FRUT (GP2)

 

VALINHENSE (GP2)

 

PREVITALLI (MLC)

 

CARTO (MLC)

 

BONECÃO (MLC)

 

VANDA (MLC)