Campinas terá conhecimento tecnológico do IPT para resolver problemas

 

Campinas assinou na manhã desta terça-feira, dia 6, convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI) do Estado para participar do programa Plataforma dos Municípios. O convênio foi firmado pelo prefeito Jonas Donizette em São Paulo e compreende um projeto-piloto de transferência de conhecimento dos técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) aos gestores municipais.

 

 

Essa transmissão é feita de maneira simples e proporciona a capacitação de equipes em diversos temas, com o objetivo apoiar iniciativas de planejamento, gestão e execução de políticas públicas, nas decisões ligadas a compras e licitações. Além do governo estadual, o programa é promovido pelo IPT e a empresa Muove, via Investe São Paulo.
 

Em seu discurso, representando os cem primeiros municípios do Estado a aderirem à plataforma, o prefeito Jonas Donizette falou sobre a importância da plataforma para os municípios e elogiou a atuação do IPT. “Eu vejo este portal como o que há de mais moderno na parte administrativa. Espero que o IPT, que é um instituto centenário e respeitado, sempre nos ajude nos problemas do dia a dia e nas questões que precisamos de apoio para resolver. Eficiência é isso: fazer mais com menos e buscar soluções criativas como a que nós estamos vendo hoje”, afirmou.

 

 

Já o vice-governador de São Paulo e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Márcio França, ressaltou que o IPT conta com 350 técnicos, que estão entre os mais competentes do País. “A administração tem que ser forte, tem que ser preparada, e para ser preparada ela precisa de boas informações. Quisemos, com a plataforma, oferecer auxílio aos municípios com acesso a diversos serviços e dados”.

 

A cerimônia de assinatura contou com a presença do diretor presidente do IPT, Fernando José Gomes Landgraf, e do sócio-diretor da Muove Brasil, Rodolfo Fiori, responsáveis pela execução da plataforma. Participou do evento ainda o procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, Gianpaolo Smanio.

 

O secretário Municipal de Gestão e Controle de Campinas, Thiago Milani, também foi ao evento com assessores da Pasta. O grupo participou de treinamento sobre a nova plataforma.

 

Plataforma
 

Chamada de Plataforma IPT Pró Municípios, o programa liga os gestores públicos ao conhecimento técnico do IPT em engenharia e tecnologia. 

 

A ação terá um passo a passo que se inicia com a escolha do plano e assinatura da plataforma (a partir de R$ 8 mil por ano). Em seguida, usuários da prefeitura recebem as credenciais de acesso e identificam e solicitam serviços. O gestor do contrato, por sua vez, aprova o pedido e a IPT executa o serviço.

 

Entre os serviços disponíveis estão o de consulta ao especialista, com esclarecimento de dúvidas técnicas com pesquisadores e técnicos do IPT.
 

Há também o de especificações para licitações – revisão e apoio à elaboração de especificações técnicas de licitações de produtos e serviços. O programa abrange ainda cursos de capacitação para atualização das equipes da prefeitura, testes, atendimentos e serviços tecnológicos. 
 

 

Mais informações sobre a plataforma podem ser obtidas pelo link www.municipios.ipt.br/.

 

Executores
 

Um dos responsáveis pelo programa, o IPT é um dos maiores institutos de pesquisas do Brasil e esteve presente em todas as etapas de desenvolvimento tecnológico do país desde 1899.

 

Para o setor público, o instituto atua em temas tão variados quanto a qualidade e segurança em edificações, diagnósticos ambientais, recursos hídricos e resíduos sólidos urbanos, provendo soluções inovadoras para otimizar o uso de recursos e melhorar o bem-estar da população.

 

Outra parceira do programa é a Muove Brasil, um negócio social cujo objetivo é desenvolver opções focadas na resolução de problemas que os municípios brasileiros enfrentam. A plataforma busca melhorar a qualidade de vida das pessoas nos municípios brasileiros por meio de soluções escaláveis, sustentáveis e de custo acessível.