Campinas será laboratório vivo em tecnologia voltada à segurança pública

 

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, assinou na tarde desta quinta-feira, 10 de maio, a autorização para o início da implantação de um projeto com novas tecnologias e novas câmeras inteligentes na área de segurança pública da cidade. O projeto é fruto de uma parceria entre a multinacional chinesa Huawei, o CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações) e a prefeitura de Campinas. Numa ação pioneira no país na área de segurança pública, Campinas irá disponibilizar seu ambiente urbano para que seja um laboratório vivo de desenvolvimento e pesquisa no dia a dia do município.

 

 

A parceria prevê colaboração em pesquisa e experimentação de soluções de tecnologia da informação e comunicação (TIC) aplicadas à segurança pública. Campinas já tem um programa em funcionamento, o “Campinas Bem Segura”, com 300 câmeras de segurança. Esta nova parceria vai acrescentar 40 câmeras inteligentes ao sistema, trazendo a experiência e a tecnologia da Huawei na área de segurança. As novas tecnologias serão implantadas também nas câmeras já operadas pela Cimcamp (Central Integrada de Monitoramento de Campinas).

 

 

A autorização para o início do projeto integra o “Campinas em Movimento – 50 Dias de Entregas”. “Com o programa Campinas Bem Segura, temos câmeras em todas as entradas e saídas da cidade, o que já nos ajudou a desvendar muitos roubos de carro com a tecnologia que já possuímos. Agora vamos incorporar esta nova tecnologia, com um sistema moderno e inteligente que vai ajudar Campinas a ser uma cidade mais segura”, destacou o prefeito Jonas Donizette. “Campinas será um grande laboratório a céu aberto para o desenvolvimento destas tecnologias. Já assumi um compromisso de que o projeto dando certo, representando algo de bom para Campinas, como acreditamos, vou receber os prefeitos de todo o Brasil e mostrar o que nós fizemos aqui, para seja aplicado em outros grandes municípios”, completou o prefeito Jonas Donizette, também presidente da Frente Nacional de Prefeitos.

 

 

O projeto está previsto para funcionar por um ano. A expectativa é que no segundo semestre deste ano já sejam instaladas todas as novas câmeras inteligentes. As soluções tecnológicas serão desenvolvidas pela Huawei e CPqD, em conjunto com Secretaria Municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, por meio da Cimcamp e da IMA (Informática de Municípios Associados). O projeto também envolve a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo.

 

 

No evento realizado na Sala Azul da prefeitura, a Huawei, que completa 20 anos de operação no Brasil, fez uma apresentação sobre o sistema e as câmeras inteligentes que serão implantados em Campinas. “O mais importante é estabelecermos um padrão para a construção de uma cidade mais segura. Campinas pode ser um modelo de desenvolvimento de cidade segura para todo o Brasil e América Latina”, reforçou o presidente da Huawei na América Latina, Zou Zhilei. Ele estava acompanhado, na mesa de cerimônia, pelo presidente da Huawei do Brasil, Yao Wei.

 

 

Os pontos de instalação das novas câmeras estão sendo definidos pela Secretaria de Segurança Pública, indicando os locais de maior vulnerabilidade na cidade. Uma das inovações das novas câmeras inteligentes é, ao fazerem a leitura das placas de um carro registrado no banco de dados de veículos roubados, informar também a direção que o veículo tomou, reduzindo em muito as horas de busca pelos criminosos. O novo sistema permite também o reconhecimento facial e indícios de atividades e aglomerações suspeitas. “É um projeto extremamente ambicioso e que segue duas frentes. Uma de grande impacto para a segurança pública de Campinas e outra de ser tornar referência para que outras cidades e países possam se inspirar neste projeto”, afirmou o vice-presidente do CPqD, Alberto Paradisi.

 

 

Além de outras autoridades, a apresentação do projeto contou com as presenças do secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, André von Zuben, e do secretário de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, Luiz Augusto Baggio.