Campinas perde mestre Alceu Estevam, referência da cultura afro-brasileira

 

Morreu nesta segunda-feira, 18 de junho, o mestre Alceu Estevam, um dos fundadores do grupo de dança e teatro de cultura popular Urucungos Puítas e Quijengues. Mestre Alceu contribuiu significativamente para a cultura viva brasileira, com seu conhecimento ancestral do samba de bumbo, vertente campineira do chamado samba rural paulista.

 

 

Alceu foi coordenador do ponto de cultura “Nos Caminhos de São Paulo”, ator profissional, fomentador de manifestações populares e de afro-descendência, produtor musical. Brincante. “Um homem da reexistência da cultura afro-brasileira em Campinas”, destacam seus muitos admiradores. 

 

O velório será a partir das 23h30 desta segunda-feira, dia 18, no Cemitério da Saudade, e o enterro amanhã, terça, às 10h.