Campinas ganha Universidade Virtual com 200 vagas em quatro cursos

 

Um polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) começa a funcionar em Campinas já no segundo semestre. Nesta terça-feira, dia 3 de julho, o prefeito Jonas Donizette assinou o convênio com o Governo do Estado para implantação da Univesp em Campinas, em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, na Capital.

 

 

O polo campineiro da Universidade Virtual será instalado na rua Emílio Ribas, no bairro Cambuí. As aulas começarão no próximo dia 13 de agosto. Estão sendo oferecidas 200 vagas no vestibular de meio de ano, que terá prova no dia 8 de julho. São 50 vagas para cada um dos quatro cursos: Engenharia de Computação, Engenharia de Produção e Licenciaturas em Matemática e Pedagogia.

 

 

A formalização da criação de um polo da Univesp em Campinas foi realizada em conjunto com 230 municípios paulistas. A Univesp é a única universidade pública totalmente à distância do Brasil. Com esta expansão, já em curso nestas cidades, em um período de 12 meses, a universidade ofereceu mais de 55 mil vagas em três vestibulares e passou de 45 para 330 pontos em 290 cidades, cobrindo mais de 44% do território paulista.

 

 

Discursando em nome dos prefeitos presentes na cerimônia, o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, afirmou que “quando você abre uma janela em um quarto escuro não precisa dizer ao sol para iluminar aquele canto, aquele outro, a luz se irradia por todo o ambiente. Assim também acontece na vida das pessoas com a educação”. Jonas destacou a ampliação de três mil para 55 mil vagas na Univesp em um ano, e a meta de chegar a 450 mil vagas no futuro.

 

 

“Aquele jovem e aquela jovem que quiser, quando terminar o Ensino Médio, terá o direito de cursar uma universidade. Isso faz toda a diferença na vida das pessoas”, afirmou o prefeito de Campinas, ao lembrar que muitas Prefeituras despendem verba pagando transporte para os jovens da sua cidade cursar a universidade em outras, e correndo riscos todos os dias nas estradas. “O que estamos testemunhando hoje, aqui, pode mudar o rumo das cidades. O jovem, em vez de sair da cidade dele para estudar, pode estudar ali mesmo, e depois aplicar seu conhecimento para transformar a realidade do lugar onde ele vive”, avaliou.

 

 

O governador Márcio França ressaltou a importância do comprometimento dos prefeitos com a educação universitária e a oportunidade de formação para os jovens, ao aceitarem sediar polos da Univesp. Também participaram da cerimônia a presidente da Univesp, Fernanda Gouveia, e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Jânio Francisco Benith.

 

 

Novo modelo Univesp

 

 

Na cerimônia, o governador também anunciou o novo modelo pedagógico da Univesp, que passará a ter a presença do mediador no polos, a partir deste ano. Está em curso processo de seleção para a contratação de 1.100 mediadores presenciais e 94 supervisores.

 

 

O mediador fica no polo, garantindo a excelência na qualidade da aprendizagem e a interface com os municípios parceiros. Os supervisores serão responsáveis pelo acompanhamento e monitoramento dos cursos.

 

 

A expansão garante a inclusão e a universalização do ensino superior no Estado, gerando oportunidade para milhares de jovens cursarem uma faculdade gratuitamente, no padrão das melhores universidades do país. Na Univesp, o aluno aprende de forma ativa em momento on-line e, nos polos, em encontros presenciais. São oferecidos cursos nas áreas de Engenharia de Produção, de Computação, Licenciaturas de Biologia, Química, Física, Matemática e Pedagogia e o de Tecnologia em Gestão Pública.

 

 

Também durante a cerimônia no Palácio dos Bandeirantes foi entregue o “Selo Parceiro Univesp”, um certificado concedido às prefeituras, universidades, empresas e entidades que atuam em conjunto com a Universidade Virtual. O certificado comprova ações implementadas em parceria ou por meio de convênios. A prefeita de Ibitinga, Cristina Arantes, recebeu o selo em nome das prefeituras parceiras.

 

 

Expansão Univesp

 

 

Criada em 2012, a Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) é uma instituição de ensino à distância, mantida pelo Governo do Estado de São Paulo e vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Inovação (SDECTI).

 

 

São parceiros da Univesp instituições como o Centro Paula Souza, a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade de Campinas (Unicamp), entre outras.

 

 

Em 2017, a Univesp iniciou o plano de expansão, com o objetivo de universalização do ensino superior em São Paulo. O número de estudantes passou de três mil para 35 mil no primeiro semestre de 2018. Com o novo vestibular, no segundo semestre de 2018, a Univesp está oferecendo mais de 55 mil vagas, distribuídas em 330 polos em todo o Estado.