Campinas está entre as 10 mais em ranking da revista Exame

Campinas está entre as 10 primeiras cidades do país no quesito planejamento urbano do ranking Connected Smart Cities, elaborado pela consultoria Urban Systems e publicado pela revista Exame. A cidade foi a que mais subiu no ranking. Estava em 47º lugar no ano passado e chegou à 10ª posição em 2017.

 

A avaliação foi feita em 50 cidades brasileiras e considerou 13 critérios, que incluem mobilidade urbana, zoneamento, infraestrutura, saneamento, entre outros 

 

Dos critérios do ranking, seis são relacionados diretamente ao planejamento urbano como lei de zoneamento, lei de operação urbana consorciada, plano diretor estratégico, emissão de certidão negativa e alvará on-line, vias pavimentadas e despesas municipais com urbanismo.

 

Quatros são referentes à mobilidade urbana como proporção entre ônibus e automóveis, idade média da frota de transporte público, quantidade de ônibus por habitante e presença de outros meios de transporte.

 

O ranking também teve como base o atendimento urbano de água, de esgoto e a arborização do município.

 

Mobilidade urbana

Uma das maiores obras de mobilidade urbana é a construção dos corredores de ônibus BRT (Bus Rapid Transit). Campinas iniciou a obra do BRT em maio deste ano e vai beneficiar especialmente a população de mais de 400 mil pessoas dos distritos do Campo Grande e do Ouro Verde. 

O sistema terá estações de transferência e infraestrutura adequada; veículos articulados ou biarticulados; corredores exclusivos com espaços para ultrapassagens; embarque e desembarque pela esquerda (junto ao canteiro central das avenidas); embarque em nível; e pagamento desembarcado. 

O sistema será mais seguro, rápido, eficiente e confiável. Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – terão custo total de R$ 451,5 milhões, incluindo projetos e obras. 

 

Ciclovia

 

 

Urbanismo

 

Na área de urbanismo, Campinas tem se destacado ao implantar sistemas que agilizem os processos. A cidade já conta com o Semurb On-line, que permite que o profissional da área faça o pedido de alvará e acompanhe o processo via web. 

Outro programa exitoso em urbanismo é o ARI – Aprovação Responsável Imediata, que agiliza a tramitação dos projetos de construção de edificações de pequeno porte no município. A utilização desses sistemas visam mais transparência e agilidade na análise e na aprovação dos projetos de obras particulares. 

 

A Prefeitura elaborou, e já enviou à Câmara dos Vereadores, o novo Plano Diretor Estratégico, com o que há de mais moderno para orientar o planejamento da  cidade nos próximos anos.   

 

Pavimentação

 

Campinas tem 87% das ruas pavimentadas. No Brasil, a média é de 80%. A cidade tem o programa de pavimentação, “Meu bairro bem melhor”. Com investimento de R$ 300 milhões, o programa está beneficiando cerca de 200 mil pessoas em mais de 25 bairros da cidade, que recebem as obras completas, com sistema de drenagem, pavimentação, calçadas, guias, sarjetas e rampas de acessibilidade.

 

Saneamento

 

Na cidade, 100% dos domicílios já contam com água encanada. A média do Brasil é de 83,3%. Campinas será a primeira no país, em um ano e meio, entre os municípios de grande porte, com mais de 500 mil habitantes, a atingir 100% de capacidade instalada de tratamento de esgoto. 

 

Outro dado importante é que Campinas se destaca atualmente por ter um dos menores índices de perda de água no Brasil, de apenas 19,2%. A média nacional de perda é de 36,6%. Com os investimentos que o município tem feito em água e esgoto – o mais recente é uma linha de financiamento de R$ 415 milhões -, a meta é reduzir a 15% em dois anos.

 

Arborização 

 

A cidade tem 80 metros quadrados de área verde por habitante, quando o preconizado pela ONU (Organização das Nações Unidas) é de 12 metros quadrados por habitante. 

 

Com o objetivo de continuar a expandir as áreas verdes, espaços de qualidade de vida e lazer para a população, a Prefeitura vem fazendo o plantio de árvores em diversas regiões da cidade. No início de 2018, a previsão é chegar a 1 milhão de mudas plantadas desde 2013. 

 

Metodologia de análise

 

A Urban Systems Brasil é uma empresa de Business Intelligence especializada em pesquisa comportamental e análise de dados estatísticos em mapas digitais, para dimensionamento de mercados e levantamento de tendências em mercados e cidades. 

 

Para avaliar as cidades, a Urban Systema coleta dados quantitativos e qualitativos e combina o uso de métodos como geoprocessamento, geoqualificação, diagramas relacionais urbanos, Índice Mercadológico de Atratividade e Índice de Qualidade Mercadológica, que por sua vez resultam em conceitos exclusivos de análise como “Lógica Urbana” e “Cidade Mental”.