Campanha de Vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira

Termina nesta sexta-feira, dia 20 de julho, a Campanha de Vacinação contra a gripe. Desde abril, quando tem início a campanha, Campinas vacinou mais de 284 mil pessoas, sendo 215,5 do grupo prioritário e 68,1 mil do de comorbidades. Quem ainda não se vacinou, pode, até sexta-feira, procurar um dos 64 centros de saúde do município.

 

Os dados apontam que o índice de vacinação geral está em 83,67% e não atingiu ainda a meta de 90%. A cobertura vacinal está abaixo do esperado para os grupos de gestantes (62,76%) e de crianças (67,41%).

 

Além dos grupos prioritários – pessoas acima de 60 anos, crianças entre seis meses e menores de 5 anos de idade, gestantes, puérperas, profissionais de saúde, professores e doentes crônicos – também podem ser vacinadas as crianças de 5 a 9 anos e os adultos de 50 a 59 anos.

 

“O município fez uma ampla divulgação sobre a campanha e a importância das pessoas que fazem parte dos grupos prioritários serem vacinadas. Ainda assim, alguns grupos ficaram abaixo da meta estabelecida. Até sexta-feira, é importante que quem não se vacinou procure uma das nossas unidades”, afirmou a diretora da Vigilância em Saúde do município, Andrea Von Zuben.

 

Vacina

 

A vacina contra gripe é segura e reduz complicações que podem levar a casos graves da doença, internações ou até óbitos. Em 2018, ela protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B. A composição muda conforme as cepas do vírus da gripe que estão em circulação no período e, por isso, é necessário tomar a vacina anualmente.

 

É preciso levar carteira de vacinação ou documento de identidade para tomar a vacina. Pacientes com doenças agudas graves e febre (moderada ou alta) devem esperar a melhora do quadro clínico para receber a dose.

 

Influenza

 

A gripe, ou influenza, é uma infecção causada por vírus que afeta o sistema respiratório, mais precisamente o nariz, garganta e brônquios. O contágio ocorre de forma direta por meio das secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar ou de forma indireta, pelas mãos que, após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, podem levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz. A doença pode se apresentar desde uma forma leve e de curta duração, até formas clinicamente graves e complicadas. A gripe é responsável por elevada taxa de adoecimento e morte em grupos de maior vulnerabilidade, principalmente no inverno.

 

Números (período acumulado de 23 de abril a 11 de julho de 2018)

 

Balanço parcial da cobertura de Influenza

 

Grupo Crianças

Doses aplicadas: 40.567

Cobertura vacinal: 67,11%

 

Grupo Trabalhadores da Saúde

Doses aplicadas: 33.350

Cobertura vacinal: 81,18%

 

Gestantes

Doses aplicadas: 7.076

Cobertura vacinal: 62,76%

 

Puérperas

Doses aplicadas: 1.882

Cobertura vacinal: 101,57%

 

Idosos

Doses aplicadas: 123.928

Cobertura vacinal:91,06%

 

Professores

Doses aplicadas: 9.052

Cobertura vacinal: 120,87%

 

Total

Doses aplicadas: 215.855

Cobertura vacinal: 83,67%

 

Para o grupo com comorbidades foram vacinadas 68.184 pessoas. Para este grupo não é realizado cálculo de cobertura vacinal.