Blocos de rua movimentam o Carnaval na cidade a partir de 2 de fevereiro

O Carnaval está mais próximo do que se imagina. Os instrumentos ajustados, os trajes coloridos, os sambas e marchinhas já pulsam no cotidiano da cidade. Em Campinas, cerca de 30 blocos sairão às ruas. Quem dá o apito da partida é o Cordão do Félix, no dia 2, sexta-feira, a partir das 17h30, na Praça Carlos Gomes.

 

No sábado, 3, a City Banda, o maior bloco da região, arrasta multidão em torno da Praça Arautos da Paz, no Taquaral, enquanto que no distrito de Sousas, Unidos do Candinho mostra sua evolução. No mesmo dia, a capoeira é o destaque do Carnafro no Largo do Rosário; o Balaio das Águas movimenta a Vila Padre Manoel da Nóbrega e o bloco Vai Tomar no Cooleer também agita as ruas centrais.

 

Os grupos Art Popular e Samprazer estão no “Sacode Interior” que acontece no domingo, dia 4, na Estação Cultura. Ainda no domingo, Bloco do Bob e Nem Sangue Nem Areia mostram suas cores, sons e evoluções no Cambuí e na Vila Industrial, respectivamente.

 

Até o dia 13 de fevereiro, a festa prossegue nos mais diversos pontos da cidade. São 43 atividades para todos os públicos e gostos.

 

Novidade

 

Neste ano, a novidade está na junção de dois projetos renomados na cidade: o bloco Nem Sangue nem Areia e a Feira Curta. A fusão se deu por conta da intermediação da Secretaria de Cultura de Campinas com a finalidade de fomentar a economia criativa no período do Carnaval. A Feira será na Vila Industrial, na Francisco Teodoro, no ponto de concentração do bloco, no domingo, 4. Será o primeiro evento de economia criativa dentro do Carnaval de Campinas e o conceito é fazer um bazar descolado, formado por 50 barracas com fantasias e acessórios para que o folião possa turbinar sua criatividade.

 

Para todos os blocos cadastrados na Secretaria de Cultura, a Prefeitura de Campinas fornecerá suporte institucional aos desfiles, garantindo a segurança pública, por meio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

 

O monitoramento do trânsito e fechamento de ruas terá atuação da Emdec. Equipes de saúde do Samu estarão atentas para qualquer emergência. O Serviço Técnicos Gerais cuidará da fiscalização e regulamentação dos ambulantes e a Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo dos pedidos para liberação de horários especiais de funcionamento do comércio neste período. A Secretaria de Serviços Públicos atuará com equipes do Departamento de Limpeza Urbana (DLU) e do Departamento de Parques e Jardins (DPJ).

 

Para garantir o clima de tranquilidade, cada um pode fazer a sua parte. Não levar copos e garrafas de vidro para os cortejos, utilizar os banheiros químicos espalhados pelos locais, não jogar lixo nas ruas e calçadas são algumas dicas que fazem toda diferença.

 

A diretora de Cultura, Veridiana Weinlich, acredita que “o trabalho conjunto entre os órgãos públicos e os blocos de rua tem resultado em um Carnaval cada vez mais organizado, trazendo a confiança do público e aumentando o número de foliões nas ruas”.

 

Clique aqui e confira a programação dos blocos de rua.