Avenida Ruy Rodriguez recebe mais um trecho de obras do Corredor BRT

As obras do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Ouro Verde avançam para mais um novo estágio na Avenida Ruy Rodriguez. A partir das 10h da próxima quarta-feira, dia 19 de setembro, aumenta o trecho com trabalhos na região do Parque Universitário de Viracopos. Agora os trabalhos começam a partir do cruzamento da avenida com a Rua Antônio Menas Filho, seguindo até a Avenida Aglaia. São mais oito quadras com obras. Desde 21 de agosto, ocorrem obras na região a partir da Rua Dr. José Roberto Lucas, até a Aglaia, totalizando sete quadras.

 

 

 

A ação provoca interdição parcial de novo trecho da Avenida Ruy Rodriguez. As pistas de rolamento junto ao canteiro central, tanto no sentido Centro-bairro, como também no sentido bairro-Centro, ficam fechadas a partir da Rua Antônio Menas Filho até a Avenida Aglaia. Já as pistas à direita, em cada sentido, estão liberadas ao tráfego.

 

 

 

“Nossas obras estão em pleno andamento e seguindo, rigorosamente, o cronograma estabelecido. Com planejamento e intensa comunicação, procuramos minimizar, ao máximo, os impactos à população que reside e circula pelos locais em que há interferência na via”, afirma o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.

 

 

 

Operação

 

O estacionamento de veículos está proibido ao longo de todo o trecho em obras, em ambos os sentidos. A velocidade máxima permitida na região agora é de 30 km/h.

 

 

 

Para os motoristas que preferem evitar o trecho em obras, a Emdec indica duas rotas alternativas. No sentido Centro-bairro, o trajeto pode ser feito pelas vias: Antônio Menas Filho, Girlane Simões, Severino Alves Batista, Marivaldo Ignácio, Virgílio Mota dos Reis Pessoa, Anaturi e Aglaia.

 

 

 

No sentido inverso, bairro-Centro, a rota alternativa continua a mesma praticada desde 21 de agosto, pelas vias Camucim (continuação da Ruy Rodriguez), Aglaia, Aguapé e Arymana.

 

 

 

Os trajetos alternativos não são utilizados pelos ônibus do transporte público coletivo municipal, uma vez que o itinerário continua sendo pela Avenida Ruy Rodriguez.

 

 

Obra

 

Essa etapa de obra está dentro do trecho 3 do Lote 4 do BRT campineiro. O Lote 4 compreende os trechos 2 e 3 do Corredor Ouro Verde, fazendo a ligação da Estação Campos Elíseos até o Terminal Vida Nova. São 9,8 km de extensão.

 

 

 

O trecho 2 vai da Estação Campos Elíseos até o Terminal Ouro Verde, com 5,7 km. E o trecho 3 liga o Terminal Ouro Verde até o Terminal Vida Nova, com 4,1 km. O responsável pelo Lote 4, que tem valor total de R$ 104,9 milhões, é o Consórcio BRT Campinas (Artec; Metropolitana).

 

 

 

O local interditado recebe a construção de novo pavimento para os veículos do BRT. A expectativa é de que os trabalhos avancem por quatro meses.