Atividades do Agosto Dourado em Campinas têm início com o “mamaço”

O Dia Mundial da Amamentação é comemorado nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, e marca a importância do aleitamento materno para a promoção da qualidade de vida das crianças. A data inicia as atividades da Semana Mundial do Aleitamento Materno e do Agosto Dourado, mês em que são realizadas diversas atividades em prol da amamentação. Campinas também terá vários eventos. A programação terá início no domingo, dia 5 de agosto, com um “mamaço” no Centro de Convivência e segue com ações nos centros de saúde, seminários na PUC-Campinas, na Maternidade e na Prefeitura Municipal de Campinas. 

 

 

 

Com o slogan “Amamentação: a base para a vida”, as atividades da Semana Mundial de Amamentação (SMAM) no Brasil levam em conta a contribuição do aleitamento para a saúde, bem-estar e sobrevivência de mulheres e crianças em todo o mundo. Em Campinas, além das atividades na Semana, serão realizadas ações durante o todo o mês para incentivar o aleitamento materno e levar informação a mães e profissionais da saúde que atuam com o tema. 

 

 

 

A primeira atividade será o terceiro “mamaço” a ser realizado no Centro de Convivência no domingo, dia 5 de agosto, a partir das 10h. O evento é aberto para todos que apoiam o aleitamento materno, familiares e amigos dos bebês. Consultoras em amamentação estarão no evento para tirar dúvidas dos participantes e será realizada uma roda de conversa sobre a importância, vantagens e cuidados, bem como orientações sobre alimentação saudável. 

 

 

 

Além do “mamaço”, haverá também palestras com Paulo Bonilha, médico pediatra e de Saúde Pública da Secretaria Municipal de Saúde e da Unicamp. Bonilha foi coordenador de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde entre 2011 e 2016. Carolina Coimbra, doula, educadora perinatal e consultora em amamentação também fará palestra no evento contando suas experiências e compartilhando informações sobre gestação, parto, aleitamento e criação de filhos. O evento tem o apoio da Prefeitura Municipal de Campinas e é organizado pela sociedade civil por meio do Evento Nacional “A Hora do Mamaço” e ativistas do aleitamento materno.

 

 

 

Ao longo de todo o mês, os centros de saúde terão eventos para a promoção do aleitamento materno. “Teremos uma programação especial para o Agosto Dourado, mas o aleitamento materno é uma questão que é trabalhada durante todo o ano pelas unidades de saúde”, pontua a coordenadora da área técnica da Saúde da Mulher, Adolescente e Criança, Tânia Maria Marcucci. 

 

 

 

Tânia destaca que a amamentação, além de trazer benefícios como a prevenção de doenças respiratórios e gastrointestinais, leva a benefícios futuros que trarão impacto em toda a vida da criança. Ela destacou ainda a importância da amamentação na primeira hora de vida do bebê, orientação preconizada para todos os serviços da rede. “A amamentação na primeira hora de vida da criança, estabelece um vínculo mãe e bebê e possibilita à mãe colocar a amamentação como parte de sua vida”, afirmou. A coordenadora também salienta a importância do leite materno para o crescimento do bebê, já que com o teor de proteína no leite, a criança pode dobrar o seu peso em 180 dias (seis meses). 

 

 

 

Seminários

 

 

Na programação também estão mesa-redonda da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) e do Hospital PUC-Campinas no dia 7 de agosto e na Maternidade de Campinas no dia 8 de agosto. Os eventos são direcionados a profissionais que trabalham nos serviços. No dia 15 de agosto, durante entrega do cartão Nutrir a famílias em vulnerabilidade nutricional, também haverá um espaço para discussão e orientação sobre amamentação e suas vantagens, além de informações sobre alimentação complementar saudável. O evento será promovido em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. 

 

 

 

As atividades serão encerradas com o Seminário Municipal de Aleitamento Materno, no final do mês de agosto, na Prefeitura. O evento terá como público-alvo profissionais da rede de saúde municipal e contará com palestras de profissionais que são referência em aleitamento materno na Secretaria de Saúde e serviços conveniados. A finalidade é discutir o tema de forma intersetorial a fim de promover incentivar e qualificar as ações, fazendo com que todas as unidades trabalhem com um fluxo único de informação. 

 

 

 

Entre as propostas a serem discutidas no seminário estão parcerias com a rede de educação para que as mães consigam manter o aleitamento até o primeiro ano de vida, enviando o leite para as creches quando voltam ao trabalho. A criação de ambientes favoráveis à amamentação nos centros de saúde para acolhimento e apoio às mães também será pauta do evento. “Nossa proposta é trabalhar o vínculo entre mãe-bebê e atendê-la no centro de saúde até o terceiro dia de alta da maternidade. A criança e sua mãe já sairiam da maternidade com uma agenda na unidade de saúde para realização do primeiro atendimento da unidade mãe e bebê e poderíamos reforçar a necessidade do aleitamento materno”, afirma Tânia. 

 

 

 

Dia Mundial 

 

O Dia Mundial da Amamentação, celebrado em 1º de agosto, foi escolhido pela Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação, em 1992, com o intuito de estimular o aleitamento materno e a fundação de bancos de leite. O objetivo é trazer uma melhoria na qualidade de vida para as crianças. Cerca de 120 países realizam atividades dentro da Semana Mundial de Aleitamento Materno. 

 

 

 

Trazendo inúmeros benefícios para mãe e bebê, o leite materno oferece proteção contra alergias, infecções e doenças como o câncer. Até os seis meses de idade, a amamentação fornece todos os nutrientes que o bebê precisa e dispensa complementos. Para as mulheres, além do fortalecimento de vínculos, a amamentação auxilia na recuperação do tamanho normal do útero e na redução do risco de hemorragia e de doenças como o câncer de mama e ovário. 

 

 

Programação

 

5 de agosto – Mamaço no Centro de Convivência, às 10h. Aberto ao público. 

Endereço: Praça Imprensa Fluminense, s/n – Cambuí 

 

6 de agosto – Início das atividades nos centros de saúde. 

 

7 de agosto – Evento em comemoração a Semana Mundial de Amamentação do Hospital PUC-Campinas, das 7h30 às 12h, no Auditório Monsenhor Salim. Voltado para profissionais da comunidade interna e externa. Com mesa-redonda sobre o tema “Amamentação – é a base da vida: abordagem multiprofissional”. Inscrições gratuitas pelo site: https://www.puc-campinas.edu.br/eventos/

Endereço: PUC-Campinas – Campus II – Auditório Monsenhor Salim – Avenida John Boyd Dunlop, s/nº, Jardim Ipaussurama 

 

8 de agosto – Seminário na Maternidade de Campinas, às 10h, no Anfiteatro da Maternidade. Evento para profissionais do serviço.

Endereço: Av. Orosimbo Maia, 165, Centro.

 

15 de agosto – Entrega de cartões Nutrir, na Estação Cultura, às 8h30 e 11h, orientação sobre amamentação e alimentação saudável.

Endereço: Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n, Vila Industrial. 

 

 

30 de agosto – Seminário Municipal de Aleitamento Materno, no período da tarde. Evento para profissionais da rede municipal de saúde e parceiros.