Alunos da Escola de Cozinha da Ceasa aprendem técnicas de cutelaria

Começaram nesta terça-feira, dia 21 de agosto, as aulas do projeto “Cozinha Ceasa/USF – Alimentação Sustentável ISA”, na Escola de Cozinha da Ceasa Campinas. Na primeira aula, os 20 alunos receberam o uniforme completo do projeto (doma, calça, bandana e avental), a apostila com o conteúdo teórico da primeira fase de aulas e aprenderam técnicas de cutelaria, como o manuseio e a afiação correta de facas. 

 

O projeto é uma parceria entre a Ceasa e a Universidade São Francisco (USF) e visa a formação profissional de cozinheiros e a alimentação saudável, com uso integral dos alimentos, voltado às famílias atendidas pelo Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação (ISA), ONG localizada dentro do entreposto campineiro que atende famílias carentes de Campinas. 

 

O curso tem duração de seis meses e as aulas ocorrem todas as terças-feiras, das 13h às 17h, sempre na Escola de Cozinha, e são ministradas por chefs docentes do curso de Gastronomia e de Nutrição da USF. Entre os temas que serão abordados ao longo do curso estão cozinha básica, cozinha brasileira, cozinha italiana e oriental, panificação e confeitaria. 

 

“Com esse projeto pretendemos trazer a transformação de vida por meio da educação, para que as pessoas tenham oportunidades concretas de ingresso no mercado de trabalho”, explicou a coordenadora do Curso de Gastronomia da USF, Andreia Pimentel.

 

Edna Silva de Campos, de 19 anos, uma das alunas do curso, estava animada com o início das aulas. “Gostei muito da turma, é um pessoal bem legal, que quer aprender”, comentou. “Na verdade, eu não tinha muito interesse nessa área, mas vi que é uma área que está dando bastante emprego e daí eu gostei da ideia de fazer o curso”, disse. 

 

Elvis Alcântara da Silva, de 20 anos, outro aluno do curso, disse que já tem experiência em cozinha e que pretende aperfeiçoar os conhecimentos na área. “É uma boa oportunidade de aprender mais sobre gastronomia. Por isso, decidi fazer o curso”, afirmou.

 

O diretor-presidente da Ceasa Campinas, Wander Villalba, se mostrou satisfeito com o início das aulas. “Temos certeza absoluta de que esse projeto vai colaborar muito para que as pessoas tenham uma consciência maior quanto ao uso correto dos alimentos que recebem e, ao mesmo tempo, uma condição melhor para poderem atuar no mercado de trabalho”, afirmou. 

 

 

Aula

 

A primeira aula contou com as presenças dos chefs e professores Henrique Mecciano e Alexandre Meneghetti, da USF, e também com o cozinheiro e especialista em cutelaria Roberto Kim, convidado especial que ensinou técnicas elaboradas de afiação e manuseio de facas e cortes de alimentos. “O meu trabalho vem agregar esse conhecimento do ramo de cutelaria, específico de facas de cozinha e cortes, com procedimentos e dicas simples para manter as facas bem afiadas”, explicou Kim.

 

Ao final do curso, os participantes receberão um certificado reconhecido pela USF e pelo Ministério da Educação, que qualificará o aluno a atuar no mercado de trabalho como cozinheiro. As aulas serão gravadas e, numa segunda etapa, os vídeos serão reproduzidos nos bairros atendidos pelo ISA, em um ônibus adaptado exclusivamente para atender o projeto, ampliando o alcance da iniciativa e multiplicando o número de pessoas que receberão as orientações.